Buscar
  • Fapeg

Feira mostra a ciência presente no cotidiano para estudantes do DF e Entorno.

Photo: Eduardo Pinho

O cotidiano vivenciado na Embrapa Hortaliças (Brasília – DF), onde predomina o ambiente introspectivo da pesquisa, foi substituído por um alarido de vozes com a presença de crianças e adolescentes que percorriam os espaços especialmente preparados para descortinar aos visitantes, de forma lúdica e participativa, o mundo da ciência por trás da produção de alimentos, no período de 18 a 21 de outubro. Cerca de cinco mil estudantes de escolas públicas e privadas participaram da quinta edição da Feira de Ciências “Pesquisadores do Futuro: Inclusão de Crianças e Jovens do DF e Entorno no Mundo da Ciência”, com o tema “Ciência para a Redução das Desigualdades”.


Atrações não faltaram e incluíram atividades interativas, a exemplo das oficinas com demonstrações de produção de mudas, e do funcionamento do laboratório futurista de mudanças climáticas. A programação ainda contemplou a apresentação de tecnologias sustentáveis, como a da hidroponia, onde as plantas são cultivadas na água com adição de nutrientes e uso mínimo de agentes químicos nessa forma de cultivo.


Outro espaço de sucesso incluiu experiências sobre economia de energia. Na unidade móvel da Neoenergia os alunos aprendiam sobre economizar energia no ambiente doméstico e identificavam materiais condutores e não-condutores de energia, inclusive a energia corporal. A experiência levou o aluno Leonardo Menezes, da 5ª série da Escola Prudente de Moraes, em Santo Antônio do Descoberto, cidade do Entorno do DF, a apontar a prática como a que mais atraiu a sua atenção. “Muito bom aprender e ver tudo isso de pertinho”, considerou.


Já a estudante Júlia Silva, da 7ª série da escola Cora Coralina, também em Santo Antônio do Descoberto, mostrou um interesse especial nos microscópios que deixavam entrever fungos e bactérias. “Fiquei sabendo que muitos desses 'bichinhos' só podem ser vistos nesses aparelhos e se não forem combatidos podem fazer a planta morrer”.


Futuro


A postos, pesquisadores e analistas recebiam os visitantes curiosos e interessados em novas descobertas. Responder às perguntas sobre o processo de multiplicação de plantas in vitro ocupou boa parte do tempo da analista Sarita Meireles, nas conversas com estudantes no laboratório de Biologia Celular. Uma missão que a analista classificou como “muito gratificante pela oportunidade de mostrar o trabalho e ao mesmo tempo desmistificar o senso comum de que a ciência é de difícil compreensão, uma experiência que, acredito, pode fazer a diferença na vida dessas crianças”.


“É muito bom pensar que o futuro pode estar na nossa frente, representado por esses alunos, que demonstram com perguntas – algumas simples, outras mais complexas – uma curiosidade e uma vontade de levar a experiência para a sua vida”, destaca Meireles. E exemplifica: “Uma das crianças presentes, e campeã das perguntas, quis saber se poderia repetir na sua casa os experimentos que ele via no laboratório, o que demonstra um genuíno interesse por esse conhecimento”.


Ao comentar mais uma edição da feira, Warley Nascimento, chefe-geral da Embrapa Hortaliças e coordenador do evento, assinalou ter valido muito a pena todo o esforço despendido na preparação, o compartilhamento com alunos e professores em atividades que mostravam a ciência por trás do alimento e a atuação da Unidade nesse universo.


“Como a Embrapa Hortaliças trabalha com hortaliças, aproveitamos a oportunidade para mostrar a essa garotada, e ao público em geral que compareceu à feira, a importância de consumir hortaliças para a nossa nutrição e, consequentemente, para a nossa saúde”, sublinhou Nascimento, para quem “o sucesso do evento superou todas as expectativas”.


Parcerias


Diversas empresas contribuíram para o sucesso destacado por Nascimento, entre elas a Secretaria de Educação do Distrito Federal, que disponibilizou ônibus e lanches para os alunos e a empresa Trebeschi (uma das maiores produtoras de tomate do País), que forneceu cinco mil bandejinhas de tomate do tipo grape para degustação, e as interações com os estudantes promovidas pela Embrapa Cerrados e pelas empresas Neoenergia, Adasa, Detran, Sesc e Meta Reciclagem.


Semana de C&T


Promovida pela Embrapa Hortaliças com o apoio do CNPq, a 5ª edição da Feira de Ciências “Pesquisadores do Futuro: Inclusão de Crianças e Jovens do DF e Entorno no Mundo da Ciência” se inseriu no contexto da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT), que este ano trouxe como tema “Bicentenário da Independência: 200 Anos de Ciência, Tecnologia e Inovação no Brasil.


Anelise Macedo ((MTB 2749 DF) com colaboração de Gislene Alencar)

Embrapa Hortaliças


Press inquiries

hortalicas.imprensa@embrapa.br

Phone number: (61) 3385-9109


fonte: www.embrapa.br

0 visualização0 comentário